Produtor de Orgânicos

Deseja investir em orgânicos?

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 25 de novembro de 2014.

 

Os alimentos orgânicos atendem uma regulamentação específica para sua produção, seja em sítios, fazendas, ou nas indústrias, e sua comercialização, desde as feiras municipais até o grande varejo também deve atender o indicado na legislação. A produção orgânica se fundamenta na relação de confiança entre produtor e o consumidor. Os alimentos orgânicos são certificados com o selo SisOrg que pode ser obtido de uma Certificação por Auditoria ou por um Sistema Participativo de Garantia. Somente os agricultores familiares são autorizados a realizar vendas diretas ao consumidor, sem certificação, desde que estejam cadastrados no Ministério da Agricultura e integrem uma organização de controle social. A produção orgânica atende os princípios agroecológicos, ou seja, uso responsável do solo, da água, do ar, respeito ao meio ambiente e consideração à sustentabilidade social e econômica. Para produzir alimentos orgânicos, o produtor deve fazer um plano de manejo orgânico, ou seja, um planejamento de ações, que auxilia como manejar a produção e seguir o caminho para a sustentabilidade.

Investindo em orgânicos.

Desde o momento em que define sua ideia de negócio até concluir se seria um bom investimento, deve se seguir um processo de análise que leve a conhecer as possibilidades e perspectivas. Na identificação do negócio, considere seu perfil: sua formação, suas habilidades, suas competências, gostos pessoais e motivações que serão condicionantes importantes na implementação de seu empreendimento. Como primeiro passo, o empreendedor deve verificar se há uma verdadeira oportunidade de negócio, se existe mercado e consumidores dispostos a adquirir os produtos que serão oferecidos e se não existem impedimentos na concretização da ideia.

Publicado em 25/11/2014

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.