Certificação

Cadeia Produtiva de Alimentos Orgânicos

Cadeia Produtiva de Alimentos Orgânicos

Os textos que seguem foram apresentados ou produzidos a partir da experiência do Seminário e sugerem um quadro concreto sobre o tema da produção orgânica e a problematização dos diversos aspectos ligados à cadeia produtiva. Os textos apresentam diversidade de forma, para preservar a informação tal como foi disposta durante o Seminário “Cadeia Produtiva de Alimentos e Produtos Orgânicos”.

Sistemas Participativos de Garantia, SPG

Sistemas Participativos de Garantia, SPG

Conforme a regulação brasileira para a produção orgânica o Sistema Participativo de Garantia, caracteriza-se pela responsabilidade coletiva dos membros do sistema, que podem ser produtores, consumidores, técnicos e demais interessados. Para estar legal, um SPG tem que possuir um Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade (Opac) legalmente constituído, que responderá pela emissão do SisOrg.

Tecpar amplia certificação de orgânicos no País

Tecpar amplia certificação de orgânicos no País

O Instituto de Tecnologia do Paraná (TECPAR) ampliou sua atuação na certificação de produção de orgânicos no Brasil em 2019. Atualmente 615 produtores rurais de sete estados têm a certificação de orgânicos concedida pelo TECPAR Certificação.

“Produção Orgânica no Brasil” entre 2013 e 2017

“Produção Orgânica no Brasil” entre 2013 e 2017

Veja apresentação sobre a “Produção Orgânica no Brasil” de Virginia Mendes Cipriano Lira, coordenadora de Agroecologia e Produção Orgânica no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Nele, são apontados a distribuição das unidades de produção orgânica em todo território brasileiro, seu crescimento entre 2013 e 2017, bem como ações e fomentos de políticas nacional.

Agricultura Familiar é reconhecida e valorizada através do selo Sipaf

Agricultura Familiar é reconhecida e valorizada através do selo Sipaf

O Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf) identifica os produtos da agricultura familiar e do extrativismo. Consumir produtos que apresentem o selo em suas embalagens contribui com a geração de renda no campo, reduzindo a desigualdade social e respeitando a  sociobiodiversidade e os produtos típicos brasileiros.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.