Produtor de Orgânicos

Rentabilidade da alface em função do ambiente, solo e plantio

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 2 de Maio de 2013.

 

foto: CI Orgânicos

Objetivo do trabalho foi identificar as melhores combinações entre ambiente, preparo do solo e época de plantio no desempenho econômico e na produtividade da cultura da alface em cultivo orgânico, em Rio Branco (AC). O cultivo foi realizado em quatro tipos de ambientes: sombreamento proporcionado em 52% sob latada de maracujá; 35% de sombreamento sob estufa; 50% sob tela de sombreamento e cultivo a pleno sol (testemunha). Cada ambiente foi considerado um experimento, no qual se avaliou três preparos de solo (plantio direto, cultivo mínimo e preparo convencional) em duas épocas de plantio (estiagem e chuvosa), sob delineamento de blocos ao acaso, com quatro repetições. Considerou-se como custo de produção a soma de todos os insumos e serviços utilizados, incluindo os custos alternativos ou de oportunidade e a depreciação das instalações.

Os resultados mostram que o cultivo em estufa e sob tela de sombreamento aumenta a produtividade em época de estiagem, enquanto em época chuvosa, a produtividade é maior em cultivo sob estufa. O plantio direto e cultivo mínimo a pleno sol ou cultivo mínimo sob tela de sombreamento promovem maior produtividade no preparo convencional do solo. Proporcionam lucro supernormal (RMe > CTMe): o cultivo na época chuvosa (verão); sob sombreamento de latada de maracujá-amarelo; a pleno sol; o preparo convencional do solo sob latada e o plantio direto a pleno sol.

CI Orgânicos – Paula Guatimosin
Acessado em: 25/04/2013

Conteúdo completo disponível em:
http://www.scielo.br/pdf/rca/v43n4/v43n4a21.pdf

NETO, S.E.A.; FERREIRA, R.L.F.; SILVA, E.M.N.C.P.; FILHO, A.B.C. Rentabilidade da produção orgânica de alface em função do ambiente, preparo do solo e época de plantio. UFC, Fortaleza, 2012.

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.