Produtor de Orgânicos

Mandioca: múltiplos usos na transição agroecológica

RuimRegularBomÓtimoExcelente(Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 10 de fevereiro de 2013.

 

foto: CI Orgânicos

A produção orgânica de mandioca no Brasil destina-se à exportação de tapioca (0,54%) e fécula (0,38%), mercadorias que atraem ao consumidor estrangeiro. Em relação à qualidade da raiz de mesa, apesar da pouca diferença visível, o produto orgânico tende a ser melhor, pois segue normas baseadas em parâmetros internacionais, como a ausência de resíduos de pesticidas, o rastreamento, o respeito ao meio ambiente e a promoção da justiça social dos trabalhadores empregados, características do produto orgânico. Além dos carboidratos, as raízes de coloração mais amarela são excelentes fontes de carotenoides que, associados à qualidade do produto orgânico, pode ajudar no combate à carência de vitamina A em regiões de risco alimentar. O artigo traz os resultados de pesquisas recentes, focadas na transição agroecológica da cultura da mandioca de mesa, descreve as variedades para a produção de mesa, as experiências na transição agroecológica (Plantio Direto e de Cultivo Mínimo); e o plantio consorciado com adubos verdes, com milho e caupi.

Conclui que a mandioca de mesa é uma cultura rústica, comparada à maioria das hortícolas, adaptada a solos ácidos nas diversas regiões brasileiras, tem ciclo longo e sem “picos” de demanda de nutrientes. Além disso, é capaz de se associar a fungos micorrízicos e é capaz de regular a taxa de crescimento, mantendo adequados níveis de nutrientes. Por tudo isso, os autores acham possível recomendá-la como cultura-chave para a transição agroecológica de unidades convencionais em orgânicas.

CI Orgânicos – Paula Guatimosim
Acessado em: 07/01/2013

MANDIOCA – MULTIPLOS USOS NA TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA

Conteúdo completo disponível em: http://www.aptaregional.sp.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_view&gid=778&Itemid=284

CASTRO, C.M.; DEVIDE, A.C.P. Mandioca: múltiplos usos na transição agroecológica . APTA Regional. São Paulo, 2010.

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.