Produtor de Orgânicos

CI Orgânicos debate concorrência com foco em estratégias de mercado

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Rio, 13 de Abril de 2018.
Foto: Reprodução/Internet

“A análise das regras da concorrência entre as empresas é uma ferramenta importante que possibilita definir o nível de atratividade dos negócios”. A afirmação foi feita pela coordenadora do Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos) da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), Sylvia Wachsner, durante o seminário “Alimentos Sustentáveis: integrar para crescer”, realizado pelo Sebrae na terça-feira (10/4) em Itaipava (Petrópolis-RJ).

O evento debateu a produção e a comercialização de alimentos sustentáveis, assim como a importância da integração da cadeia para o crescimento sustentável dos empreendimentos rurais e do setor de alimentos orgânicos.

Diante de um público composto por especialistas, produtores e compradores, Sylvia abordou aspectos relativos ao ambiente empresarial competitivo para o desenvolvimento de estratégias – com base no modelo das “cinco forças” do professor Michael Porter – e apresentou um estudo de caso envolvendo uma associação de produtores de frutas, legumes e verduras (FLV).

“As empresas que trabalham com alimentos sustentáveis devem analisar e rever as diversas etapas da produção e industrialização dos mesmos”, disse a coordenadora do CI Orgânicos.

Segundo ela, o trabalho realizado com produtores e empresários no seminário “serviu para reafirmar a importância, para os produtores, da análise dos riscos inerentes a seu segmento, e das ameaças que podem surgir com a dependência de poucos fornecedores e compradores, e também com a entrada de novos concorrentes”.

Participação do produtor

Durante o evento, Yara Valverde, doutora em Geografia e gerente sênior na ONG Conservação Internacional do Brasil, mostrou aspectos relativos às cidades sustentáveis e destacou a importância da água e do papel do produtor rural na preservação de nascentes. Para a especialista, “todo processo produtivo deve estar inserido nos parâmetros sócio-ambientais”.

O painel “Desafios do Crescimento Sustentável” contou com a participação de diversos produtores rurais que atualmente comercializam suas hortaliças orgânicas no Armazém do Grão, uma rede de supermercados na região serrana do Rio de Janeiro.

Um dos sócios do Armazém mencionou que a empresa passou a comprar alimentos orgânicos dos produtores da região, “depois de perceber que eram produtos diferenciados, e que esses produtores precisavam ser remunerados de maneira justa”. O sócio ressaltou que “a produção de alimentos orgânicos abrange valores e conhecimentos dos produtores que merecem ser respeitados pelos compradores”.

Integração

Um dos produtores participantes do debate destacou a importância das visitas realizadas pelos compradores em seus sítios como forma de incentivar o conhecimento e a confiança entre as partes envolvidas no negócio.

O painel “Como me preparar para acessar novos mercados?” contou também com a participação de produtores, além de donos de restaurantes que elaboram cardápios com alimentos sustentáveis e de origem local. Na ocasião, um representante da rede Hortifruti ressaltou os procedimentos de avaliação necessários que devem anteceder a formação do cadastro de produtores, bem como os aspectos exigidos em relação à qualidade e à rastreabilidade.

Veja as fotografias do evento: Seminário – Itaipava.

Por Equipe SNA Rio

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.