Produtor de Orgânicos

Tecpar chega a 700 certificações concedidas pelo Paraná Mais Orgânico

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 18 de fevereiro de 2021.

O Instituto de Tecnologia do Paraná já certificou cerca de 700 produtores paranaenses por meio do Paraná Mais Orgânico, desde 2009. O programa do Governo do Estado orienta agricultores familiares interessados em produzir alimentos orgânicos e certifica aqueles que já seguem as técnicas de manejo desta modalidade de produção.

Iniciado em 2009, atualmente o Paraná Mais Orgânico é desenvolvido em parceria entre a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, o Tecpar, as sete universidades estaduais e o Instituto de Desenvolvimento Rural Iapar-Emater (IDR-Paraná).

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Paraná é o segundo Estado com o maior número de propriedades rurais certificadas em agricultura orgânica no País. O Estado responde por 16,7% dos produtores certificados, um total de 3.624 propriedades.

Jorge Callado, diretor-presidente do Tecpar, destaca que por meio do Paraná Mais Orgânico o instituto oferece apoio aos pequenos agricultores que trabalham com a produção agroecológica e orgânica, contribuindo para a preservação dos recursos naturais e fortalecendo a economia circular.

“A certificação confere maior qualidade e valor agregado aos produtos orgânicos comercializados pelos agricultores familiares. Com a venda de produtos da sua propriedade, o agricultor gera renda e acaba investindo na sua região, o que acarreta fortalecimento econômico dos arranjos produtivos locais”, afirma Callado.

PROGRAMA – Por meio do programa, explica o coordenador estadual do Paraná mais Orgânico, professor doutor Rogério Barbosa Macedo, o agricultor familiar paranaense tem acesso ao certificado de produção de forma gratuita. O Tecpar participa realizando a certificação por auditoria e na capacitação de profissionais que atuam no programa.

“Sem estas duas ações do Tecpar no programa não teríamos o Paraná Mais Orgânico. Sabemos que o custo da certificação é um dos gargalos econômicos do avanço da produção no país, por ser um custo que pesa especialmente para quem vive da agricultura familiar”, salienta.

COMO FUNCIONA – A orientação aos agricultores é feita pelos profissionais dos nove Núcleos de Certificação Orgânica distribuídos no Estado. O apoio técnico vai desde o planejamento da produção até a elaboração da embalagem, além do apoio nos processos de comercialização.

Os produtores aprendem a converter suas lavouras tradicionais para o modelo orgânico – livres de agrotóxicos, de sementes transgênicas e de outras substâncias tóxicas ou sintéticas, dentro das normas da legislação brasileira. Depois das adequações, as propriedades são auditadas e certificadas gratuitamente pelo Tecpar Certificação.

“Importante lembrar que a certificação é do produto, não da propriedade. Ou seja, o produtor não precisa adaptar toda a propriedade, mas apenas a área onde vai cultivar o produto que deseja certificar”, explica Macedo.

CONTATO – Os agricultores familiares interessados em obter a certificação devem entrar em contato o núcleo de sua região para agendar a visita em sua propriedade. Os endereços estão disponíveis neste link.  http://www.seti.pr.gov.br/Pagina/Parana-Mais-Organico-Nucleos-de-Certificacao-Organica



Fonte: Agência de Noticias do Paraná

Compartilhe:

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram @ciorganicos

🌎 Principal fonte de inteligência sobre a cadeia produtiva de alimentos saudáveis e produtos orgânicos.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.