Produtor de Orgânicos

Qualidade microbiológica e produtividade de alface sob adubação química e orgânica

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 23 de junho de 2013.
foto: CI Orgânicos

A contaminação de hortaliças por micro-oganismos patogênicos é uma realidade e os adubos orgânicos têm sido responsabilizados por algumas contaminações de hortaliças observadas no Brasil. O trabalho avaliou a produtividade e a contaminação de alface por Salmonella sp. e coliformes a 45°C, cultivada sob adubação orgânica. Os tratamentos foram: T1 – Testemunha (sem adubação); T2 – Adubação química; T3 – Esterco de galinha; T4 – Esterco bovino; T5 – Húmus de minhoca; e T6 – Composto orgânico. As variáveis analisadas foram matéria fresca, matéria seca, macro e micronutrientes e contaminação microbiológica. Foi observada maior obtenção de matéria fresca nas parcelas adubadas com esterco de galinha. Não foi observada diferença estatística significativa entre tratamentos para matéria seca, com exceção da parcela com composto orgânico, que apresentou o menor valor. Não foi observada contaminação do solo e nem dos adubos orgânicos por esses micro-organismos. Porém, observou-se a contaminação da água de irrigação e da alface por coliformes fecais, com indícios de que a água tenha sido o principal veículo de contaminação.

CI Orgânicos – Paula Guatimosin
Acessado em: 15/06/2013


Conteúdo completo disponível em:
http://www.scielo.br/pdf/cta/v30s1/18.pdf

ABREU, I.M.O.; JUNQUEIRA, A.M.R.; PEIXOTO, J.R.; OLIVEIRA, S.A. Qualidade microbiológica e produtividade de alface sob adubação química e orgânica. Ciênc. Tecnol. Aliment., Campinas, 2010.

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.