Produtor de Orgânicos

Associativismo e SAF’s na região cacaueira da Bahia

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 19 de maio de 2013.

 

foto: CI Orgânicos

A agricultura orgânica  e o sistema agroflorestal têm importância peculiar e encontram condições promissoras para seu aperfeiçoamento na Região Sul da Bahia. Ao interagir com o ecossistema Mata Atlântica e coexistir enquanto cultivo agronômico sob a cobertura vegetal nativa, o cacaueiro, assegura condições favoráveis à implementação de sistemas sustentáveis de produção. Além disso, auxilia na implementação de corredores florestais, desde que aliado a um sistema de áreas protegidas que conserve os principais remanescentes de Mata Atlântica, ainda existentes nesta região, especialmente na faixa litorânea entre os Rio Jiquiçá e Jequitinhonha.

O estudo descreve ações piloto que, aliadas as já desenvolvidas por diversas organizações atuantes no Sul da Bahia, podem orientar o desenho de políticas públicas com vistas a implementação de um Polo de Agricultura Orgânica Agroflorestal,visando a geração de emprego e renda, conservação da biodiversidade e fortalecimento da agricultura familiar, incluindo elementos do agronegócio, a partir do beneficiamento do cacau, produção de chocolate e outros produtos, com vistas ao atendimento do crescente mercado solidário (fair trade) e conservacionista (biodiversity friendly).

CI Orgânicos – Paula Guatimosin
Acessado em: 10/05/2013

Conteúdo completo disponível em: Scribd
BLANES, J.; LIMA, L.; ARAUJO, M.; FERNANDES, V. Associativismo, sistemas agroflorestais e produção orgânica : uma estratégia para conservação e desenvolvimento no contexto rural da região cacaueira da Bahia. Instituto de Estudos Sócio-Ambientais do Sul da Bahia, Ilhéus, 2004.

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.