Produtor

Agrobiodiversidade: sistemas sustentáveis para agricultura familiar

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 21 de dezembro de 2013.
9621415347_85d9b5b1f8
Bananeira, foto divulgação

Desde a segunda metade do século XX, a simplificação dos sistemas agrícolas tem sido a principal estratégia de apropriação social da natureza, acirrando contradições e desigualdades no campo, destacadamente a fome e a pobreza. Em contrapartida, a consolidação de estratégias de transição agroecológica exige o aporte de referências teóricas e práticas sobre a diversidade de alternativas e formatos tecnológicos adaptados às diversas condições ambientais e apropriados às realidades socioeconômicas.

Nesse contexto, A Embrapa Clima Temperado, discute o papel da agrobiodiversidade na sustentação da base biológica, técnica e sociocultural da agricultura em diferentes regiões, tendo em vista a sua importância na promoção de equidade social e sustentabilidade ecológica na agricultura.

Essa visão sustenta que a transição da matriz tecnológica da agricultura apoia-se em práticas e processos pertinentes às dinâmicas socioambientais, fortalecendo a autonomia dos agricultores em relação aos mercados e ampliando o acesso a bens e serviços ecossistêmicos. Por isso, a tarefa de se resgatar, conservar e multiplicar a agrobiodiversidade é essencial para a sustentabilidade dos sistemas agrícolas. Finalmente, tal estratégia permite concertar ações de recuperação ambiental com a necessidade da produção de alimentos e fibras, imperativos à reprodução social e segurança alimentar dos agricultores familiares.

Veja o documento: Agrobiodiversidade-Embrapa-doct-354

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.