Consumidor de Orgânicos

Coordenadora ressalta importância sobre campanha do selo orgânico

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 1 de março de 2016.
foto: Terra Viva
foto: Terra Viva

Preocupado com o crescimento da presença de supostos produtos orgânicos nas prateleiras do comércio varejista, o Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos) da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) iniciou campanha de alerta ao consumidor brasileiro. Segundo a coordenadora do CI Orgânicos, Sylvia Wachsner, a campanha visa a valorizar a certificação e educar o consumidor.

Preocupado com o crescimento da presença de supostos produtos orgânicos nas prateleiras do comércio varejista, o Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos) da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) iniciou campanha de alerta ao consumidor brasileiro. Segundo a coordenadora do CI Orgânicos, Sylvia Wachsner, a campanha visa a valorizar a certificação e educar o consumidor.

“Como os alimentos orgânicos estão na moda, muitas empresas artesanais alegam que os produtos que fabricam, como geleia, por exemplo, são orgânicos”, disse Sylvia. Advertiu, entretanto, que “para falar em orgânico, tem de ter uma certificação, o selo brasileiro”.

A coordenadora do CI Orgânicos esclareceu que, mesmo empresas que compram insumos de produtores orgânicos para fazer novos produtos têm que ser certificados. “No momento em que beneficia, manipula os ingredientes, essa indústria tem que ser certificada. Não é porque a farinha é orgânica que o pão é orgânico. A indústria, ou seja a padaria, tem que ser certificada como orgânica”, observou.

No quadro Conversa Franca desta quarta-feira (24), Otávio Ceschi Júnior conversa sobre a campanha do selo orgânico com a coordenadora do centro de inteligência em orgânicos da Sociedade Nacional de Agricultura, Sylvia Wachsner.

Confira a entrevista: http://goo.gl/Bv7IuF

01.03.2016

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.