Produtor

Mercado de orgânicos no mundo e no Brasil: uma interpretação

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 3 de setembro de 2017.

 

Resumo:

O trabalho  parte da premissa que a institucionalização da agricultura orgânica no mundo levou em consideração critérios e realidades preconizadas e adaptadas às realidades dos países de alta renda. No Brasil, a aprovação da Lei 10.831, que dispõe sobre a agricultura orgânica, ocorreu em novembro de 2003, após um longo processo entre sociedade civil organizada, poder executivo e legislativo. No mundo, a constituição de uma força tarefa internacional FAO/UNCTAD/IFOAM sobre harmonização e equivalência na agricultura orgânica, mostra a possibilidade de mudanças. Ficou claro que não existe uma só forma de controlar e dar garantia ao produto da agricultura orgânica, e que existem possibilidades de promover uma regulamentação no Brasil que seja adequada à realidade nacional, sem ferir acordos internacionais dos quais o país é signatário.

CI Orgânicos – Paula Guatimosin
Acessado em: 22/04/2013

Mercado-organicos-MFFonseca

Conteúdo completo disponível em:
http://r1.ufrrj.br/cpda/wp-content/uploads/2011/09/d_maria_fernanda_2005.pdf

FONSECA, M.F.A.C, A institucionalização do mercado de orgânicos no mundo e no Brasil: uma interpretação. UFRJ, Rio de Janeiro, 2005.

 

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.