Biblioteca

Produção de melão orgânico é destaque

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 17 de janeiro de 2019.

O melão BRS Araguaia está sendo cultivado no sistema orgânico em Petrolina (PE), no Vale do Rio São Francisco. A iniciativa inédita é do produtor João Batista Bento Lopes, que espera colher 200 toneladas do fruto em uma área de cinco hectares. Cerca de 90% da produção está sendo comercializada em São Paulo – mesmo destino dos primeiros frutos do híbrido colhidos em dezembro passado.

O desempenho do BRS Araguaia – desenvolvido para o sistema convencional pelo Programa de Melhoramento Genético da Embrapa em parceria com Emater/GO – está agradando o produtor que iniciou o plantio orgânico de melão, no segundo semestre de 2018. O seu contentamento refere-se a características que o híbrido apresenta, como baixa exigência nutricional e resistência ao fungo oídio – uma das principais doenças do melão. “Comparado com o sistema convencional, caiu para 50% a necessidade de práticas de manejo para combater oídio e reduzimos em 40% a adubação”, explica.

O produtor destaca ainda a doçura do fruto e a firmeza da polpa do BRS Araguaia. O crescimento vegetativo é outra vantagem. “Esse rápido desenvolvimento da planta permitiu o sombreamento da terra e diminuiu o aparecimento de plantas daninhas, reduzindo os custos com o manejo”, acrescenta João Lopes.

A ideia de cultivar o melão no sistema orgânico foi decorrente da experiência que ele tem com outras culturas e pela demanda do mercado. “Plantei o melão BRS Araguaia e outra cultivar comercial. Mesmo sendo um híbrido novo, ele está tendo boa aceitação e as marcas rugosas no fruto revelam a doçura dele antes mesmo de provar”, ressalta o produtor que tem colhido fruto com peso em torno de 1,8 quilo. A expectativa dele é produzir mais 480 toneladas de frutos desses dois híbridos, em 2019.

Pesquisa: O responsável pelo desenvolvimento do BRS Araguaia e pesquisador da Embrapa Hortaliças, Valter Rodrigues Oliveira, acrescenta que a rusticidade desse híbrido favorece o cultivo no sistema orgânico. “O BRS Araguaia é bastante produtivo e permite que a colheita seja feita em vários momentos e por um período mais longo, o que é interessante para o produtor”, acrescenta o pesquisador.

O melão BRS Araguaia está sendo comercializado há dois anos pela empresa licenciada Feltrin Sementes. Por ser um material recente no mercado, a Feltrin e a Embrapa dão continuidade às pesquisas, principalmente relacionadas à nutrição, para aperfeiçoar o desempenho do híbrido.

Fonte: Embrapa Hortaliças

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.