Consumidor

Comparação entre a qualidade do alimento orgânico e convencional

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 16 de novembro de 2012.
foto: CI Orgânicos

O autor inicia seu artigo com a pergunta: “Até que ponto os alimentos orgânicos são melhores para a nossa saúde?” Ressalta que, apesar de estudos indicarem que o principal motivo dos consumidores optarem por alimentos orgânicos é a questão da saúde, a falta de estudos epidemiológicos que comprovem os benefícios do consumo de orgânicos sobre a saúde humana faz com que esta questão ainda seja difícil de ser respondida. O objetivo do trabalho é mostrar que a qualidade do alimento deve ser analisada sob diferentes aspectos, que possam subsidiar a melhor escolha para os consumidores. O artigo relaciona, entre estes aspectos, fatores genéticos, clima, condições de solo, modo de produção (orgânico ou convencional) e armazenamento pós-colheita. Para o autor, quanto mais varáveis forem monitoradas, mais confiável será o resultado de pesquisa na comparação entre produtos orgânicos e convencionais. Ele conclui que mesmo sem aval da comunidade científica para a superioridade do alimento orgânico sobre o convencional, a saúde pública deveria deter-se mais aos problemas causados pelo sistema de cultivo convencional. Defende que maior número de informações esteja disponível ao consumidor na hora da escolha de um alimento de qualidade. E que esta responsabilidade deve ser assumida pelas universidades e instituições de pesquisa, com o apoio do governo.

CI Orgânicos – Paula Guatimosim
Acessado em: 05/11/2012

 

Conteúdo completo disponível em:
http://www.iapar.br/arquivos/File/zip_pdf/OrgConvenc.pdf

DAROLT, M.R. Comparação entre a qualidade do alimento orgânico e convencional In: STRIGHETA, P.C. & MUNIZ, J.N.Alimentos Orgânicos: Produção, Tecnologia e Certificação. 1 ed.Viçosa: Universidade Federal de Viçosa – UFV, 2003, p.289-312.

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.