Consumidor de Orgânicos

Quinoa, semente de chia e couve: Superalimentos ou supermarketing?

RuimRegularBomÓtimoExcelente(Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 25 de novembro de 2014.
Curly kale
Foto: Anna Gordon/Guardian

Durante a última década, superalimentos se tornaram uma alternativa de sucesso no mercado. Coincidindo com o aumento da procura por alimentos naturais e mais conhecimento das pessoas sobre os benefícios de uma boa alimentação, só no Reino Unido 61% das pessoas compraram superalimentos apenas por sua denominação, de acordo com pesquisa.

Não existe uma definição legal ou regulamentar de superalimentos, o termo é utilizado por comerciantes e pela mídia para descrever alimentos com mais valores nutricionais e que são benéficos à saúde, como quinoa, sementes de chia e couve.

O consumo desses alimentos tem crescido, que embora sejam mais caros do que alimentos normais, tem seus benefícios declarados para a saúde.

No Reino Unido, a regulamentação dos alimentos normais é a mesma para os superalimentos. Créditos sobre rotulagem de alimentos, apresentação e publicidade devem ser claros, baseados em evidências científicas, aderindo ao Registro de Saúde e Regulamentações Nutricionais da União Europeia.

Para ter acesso à reportagem completa, em inglês, clique aqui

Fonte: The Guardian

publicado 25/11/2014

CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E TWITTER

Publicado em 25/11/2014

Tags:, , , .

Compartilhe:

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.