Produtor de Orgânicos

Tomateiro orgânico irrigado por aspersão e gotejamento, cultivos solteiro e consorciado

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 17 de agosto de 2013.

6376282129_5b3289b2a6-300x235

O uso eficiente da água e a diversificação ambiental são funda­mentais para o equilíbrio e a sustentabilidade dos sistemas orgânicos de produção de tomate. O estudo avaliou a produção de tomate de mesa em cultivo solteiro e consorciado com coentro, com irrigação por aspersão e gotejamento, em sistema orgâ­nico, no Distrito Federal. Não houve interação significativa entre os fatores avaliados, assim como não houve efeito do sistema de cultivo sobre as variáveis avaliadas. Embora a irrigação por go­tejamento tenha diminuído o ciclo do tomateiro, a produtividade de frutos não foi afetada pelos sistemas de irrigação. A maior redução de estande verificada na aspersão foi compensada por um aumento no número de frutos por planta, sem variação na massa por fruto. O menor volume de solo explorado pelas raízes do tomateiro associado à maior incidência de traça-do-tomateiro e principalmente de oídio pode ter limitado a produtividade da lavoura irrigada por gotejamento. A taxa de frutos podres na aspersão foi o dobro da verificada no sistema por gotejamento.

CI Orgânicos – Paula Guatimosin
Acessados em: 03/08/2013


Conteúdo completo disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-05362011000300029&script=sci_arttext

MAROUELLI, W.A.; MEDEIROS, M.A.; SOUZA, R.F.; RESENDE, F.V. Produção de tomateiro orgânico irrigado por aspersão e gotejamento, em cultivo solteiro e consorciado com coentro. UNB, Brasília, 2011.

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.