Consumidor de Orgânicos

Suíça: Agricultura orgânica cresce à medida que número total de propriedades diminui

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 15 de maio de 2020.
Embora o número de bovinos e suínos tenha diminuído, há mais aves, como nesta granja orgânica em Bavois, no oeste da Suíça
(Keystone)

Nos últimos 20 anos, quase um terço das propriedades agrícolas da Suíça desapareceram. No ano passado, 50.038 propriedades com uma área agrícola utilizada (AAU) de 1,05 milhões de hectares empregavam 150.100 pessoas. Isso corresponde a uma queda nas propriedades e trabalhadores rurais de 1,6% e 1,5%, respectivamente, em relação ao ano anterior, informou o Departamento Federal de EstatísticaLink externo

Os cantões de Berna (10.254), Lucerna (4.494), St. Gallen (3.904) e Zurique (3.258) ainda são os que têm mais propriedades, embora só em Berna 142 tenham abandonado a produção agrícola no ano passado. Houve também quedas em Zurique (-88), Valais (-89) e Lucerna (-67). 

O órgão de estatísticas informou que a proporção de propriedades com área superior a 20 hectares aumentou para 43% nos últimos 20 anos. Em 1999, apenas um quarto das propriedades rurais tinha esse tamanho. 

Orgânico 

A produção agrícola está se tornando cada vez mais orgânica. No ano passado, 7.284 propriedades trabalhavam de acordo com as diretrizes orgânicas, 3,6% a mais do que em 2018. A agricultura orgânica é hoje praticada em 16% das terras. 

Em 2019, a maior parte da área agrícola consistia em pastos (605.700 hectares ou 58% da área total). A lavoura arável era praticada em 38% da área. Além disso, 13.400 hectares eram de vinhedos e 7.000 hectares de pomares. 

O número de vacas leiteiras (-1,7%) e suínos (-4,1%) caiu, enquanto o de aves subiu (+2,5%). Os estoques de ovinos e caprinos permaneceram praticamente inalterados.

Ver a noticia completa: Atualidade Suíça

Tags: .

Compartilhe:

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.