Consumidor de Orgânicos

Nestlé retoma crescimento no Brasil

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 28 de maio de 2019.

Os negócios da Nestlé estão em forte aceleração no Brasil após alguns anos difíceis, disse o vice-presidente para as Américas, Laurent Freixe, em entrevista ao Valor.

A multinacional suíça informou que tem “projetos ambiciosos” para este ano e os próximos, nesse que é seu quarto maior mercado globalmente, depois de Estados Unidos, China e França. Os planos incluem investimentos no segmento de café Premium e foco crescente em produtos naturais, orgânicos, contra alergias etc.

No ano passado, a Nestlé faturou R$ 13.75 bilhões no mercado brasileiro, numa queda de 1,89% em relação ao ano anterior. Agora a matriz na Suíça constata recuperação, sem mencionar cifras, ao mesmo tempo em que a economia brasileira saiu da recessão.

Freixe aponta vários componentes para a nova situação, como “muito trabalho sobre as marcas, inovação, investimento e uma nova equipe na liderança com visão mais moderna, mais agressiva, mais criatividade”.

O executivo nota que persiste certa inflação e o real desvalorizou bastante em relação ao dólar americano. Uma parte dos custos de produção é ligada ao dólar. Mas o plano é limitar o impacto dessa variação sobre os preços ao consumidor. “Estamos conscientes do período econômico pelo qual o país passa”, disse.

A Nestlé investiu cerca de R$ 1.5 bilhão no Brasil em 2018. A estimativa para este ano é de o montante alcançar R$ 1.6 bilhão, incluindo investimentos nas fábricas, distribuição etc.

Uma parte dos investimentos planejados vai para o segmento do café, terceiro pilar importante para a Nestlé no Brasil, depois de leite e nutrição e a área de chocolates e confeitos. A estratégia é expandir os negócios no segmento com as marcas Starbucks, Nespresso e Nescafé Dolce Gusto.

Segundo a Nestlé, o mercado de café Premium no Brasil cresceu 20% nos últimos dois anos e movimentou US$ 1.7 bilhão (R$ 6.8 bilhões) no varejo. O aumento reflete a transformação nos hábitos do consumidor brasileiro, mais maduro e com mais conhecimento. O café Premium está presente em 3 milhões de residências no país, segundo a empresa.

Alimentos naturais e orgânicos também estão no topo da agenda. Em junho, a companhia lançará no Brasil produtos da Terrafertil, empresa com sede no Equador adquirida no ano passado, com a marca “Nature’s Heart”. A multinacional lançou recentemente o “Garden Gourmet Burger” na Europa, com 100% de proteína natural de soja e trigo. E se prepara a comercializar o “Awesome Burger”, também com base vegetal, nos EUA. Segundo Freixe, a Nestlé pode desenvolver o negócio de carne vegetal na América Latina “porque temos a tecnologia e know-how”.

A Nestlé constata que dietas à base de plantas se tornaram mais populares, à medida que o consumidor busca equilibrar a ingestão de proteínas e reduzir a “pegada ambiental” (environmental footprint) de suas compras.

Na prática, produtos orgânicos e naturais são vistos como a “new norm” na indústria alimentar. Freixe prevê crescimento de duas cifras nesse segmento, com expansão de produtos baseados em plantas, veganos, e voltados para novas dietas como aquelas sem glúten, por exemplo.

A Nestlé desenvolve também alimentos que evitam alergia, desde um leite produzido sem lactose até comidas naturais para gatos.

O vice-presidente para as Américas diz que a Nestlé continua atenta a oportunidades de aquisição no Brasil e na América Latina.

Fonte: Valor

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.