Consumidor de Orgânicos

Millennials: os pais ‘orgânicos’ do futuro

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Rio, 30 de novembro de 2018.
Foto: Sylvia Wachsner

Uma pesquisa dos hábitos de consumo de famílias norte-americanas divulgada pela Organic Trade Association mostra que os Millennials são grandes compradores de orgânicos e que, ao se tornarem pais, compartilharão com seus filhos esses hábitos de consumo, aprofundando a afinidade com os orgânicos.

“A geração do milênio compõe o maior grupo de consumidores nos Estados Unidos e está escolhendo os orgânicos. À medida que mais membros dessa geração se tornarem pais, sua presença no mercado orgânico ficará cada vez mais forte”, disse Laura Batcha, CEO e diretora executiva da Organic Trade Association. “Os resultados da pesquisa mostram claramente a relação positiva entre orgânico e parentalidade. O futuro do mercado orgânico se mostra empolgante. Nos próximos dez anos, veremos uma onda de novos consumidores de alimentos e produtos orgânicos – os pais da geração do milênio e seus filhos”, acrescenta.

Pela primeira vez nos oito anos de história da pesquisa, o Estudo de Atitudes e Comportamentos Orgânicos das Famílias nos EUA de 2017 incluiu famílias sem filhos. A pesquisa do ano passado estudou os hábitos de compra geracionais das residências dos EUA e descobriu que os pais Millennials – pais na faixa etária de 18 a 35 anos – são agora o maior grupo de compradores orgânicos nos Estados Unidos. O estudo deste ano vai ainda mais fundo e analisa as atitudes orgânicas e os hábitos de compra do millennial de hoje sem filhos.

A definição atual de família inclui uma combinação diversificada de membros e a pesquisa deste ano reflete isso. O estudo segmentou a população em três categorias de composição familiar: (1) Millennials sem filhos, (2) Millennials com crianças e (3) Pais com idade entre 36 e 64 anos.

A conexão entre orgânico e parentalidade

Tornar-se pai é um evento que muda a vida. Ter filhos muda nossos valores, prioridades e até mesmo nossos comportamentos de compra. E assim é com o consumidor de produtos orgânicos. A pesquisa mostra que o comprador assíduo de orgânicos – aquele que sempre ou na maioria das vezes escolhe esse tipo de produto/alimento – é impulsionado por uma forte crença de que a escolha orgânica para sua família faz deles pais melhores. Esse comprador está buscando ativamente escolhas saudáveis ​​e nutritivas para si e para seus filhos. Esse é o motivador número um para esse grupo ao escolher a comida, seguido pelo fato de o produto ser orgânico.

Preocupações sobre os efeitos de pesticidas, hormônios e antibióticos para a saúde, juntamente com o desejo de evitar alimentos altamente processados ​​e ingredientes artificiais para a família, também foram motivos importantes para a decisão de comprar produtos orgânicos.

A papinha de bebê classificou-se como a categoria mais alta para a qual os entrevistados disseram que comprar orgânico é extremamente importante, superando a categoria de frutas e vegetais pela primeira vez na história da pesquisa. Alimentos direcionados para crianças também estavam entre as categorias mais importantes para a compra de orgânicos.

Os filhos de pessoas que defendem esses hábitos de consumo acabam também moldando seus hábitos de compra ao se tornarem adultos. Grandes compradores de produtos orgânicos – sejam Millennials com ou sem filhos – são muito mais propensos a ter sido criados ingerindo alimentos orgânicos e sendo ensinados a fazer escolhas orgânicas. Os compradores atuais com crianças já estão passando seus hábitos sustentáveis e saudáveis para a próxima geração, assim como os futuros pais do milênio.

O consumo online

Os compradores orgânicos atuais são mais jovens e a tecnologia digital é parte integrante de suas vidas diárias.

Mais millennials fazem compras online do que os pais mais velhos (40% x 30%). Compras online de mercearia ainda estão em seus estágios iniciais, mas a pesquisa revelou que as atitudes em relação às compras online de supermercado apontam para um futuro brilhante para o orgânico.

  • 20% dos entrevistados disseram gostar da qualidade dos produtos orgânicos comprados online
  • 17% afirmaram que fazer compras online é uma maneira conveniente e fácil de comprar produtos orgânicos
  • 10% relataram um aumento nas compras orgânicas devido às compras online.

Todos esses dados indicam que as compras pela internet têm um forte potencial para aumentar o consumo orgânico entre as famílias dos EUA.

Os pais dessa geração usam fontes digitais de informação para aprender sobre novos produtos – avaliações de produtos online, postagens em blogs e aplicativos móveis – com mais frequência do que pais mais velhos que preferem fontes de informações tradicionais como comerciais, cupons e recomendações de amigos. O dispositivo Millennial escolhido é o smartphone.

Tal como acontece com as compras online, os pais da geração do milênio são muito mais propensos a consumir kits de refeições vendidas pela internet do que os pais mais velhos (37% x 27%).

“Os americanos estão comendo mais orgânicos do que nunca. As vendas do setor atingiram quase US$ 50 bilhões no ano passado, impulsionadas em grande parte pelo consumidor dessa geração”, disse Batcha. “A geração do milênio que terá filhos nos próximos 10 a 15 anos é projetada para ser uma geração de consumidores orgânicos altamente engajados. Nosso conhecimento continuamente crescente sobre os Millennials nos ajudará a informar essa importante geração de consumidores e fornecerá a esses futuros pais as ferramentas necessárias para que possam fazer as melhores escolhas para suas famílias”.

A Organic Trade Association fez uma parceria com a KIWI Magazine para conduzir pesquisas sobre os padrões de compra de orgânicos dos domicílios desde 2009. O estudo reflete respostas de mais de 1.800 famílias em todo o país, compreendendo indivíduos entre 18 e 64 anos de idade. As respostas foram coletadas online entre 22 de maio de 2017 e 7 de junho de 2017.

Tradução e adaptação por Jéssica Silvano – CI Orgânicos/OrganicsNet

Fonte: Organic Trade Association – OTA

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.