Produtor de Orgânicos

Entrevistamos o agrônomo Leontino Balbo, da Agros Fortis

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 23 de setembro de 2015.
foto: divulgação
Leontino Balbo, foto: divulgação

Ao longo de três décadas, Leontino Balbo Jr., agrônomo e diretor agrícola da Usina São Francisco, criador do sistema de produção orgânica de produção de cana-de-açúcar, desenvolveu um sistema agronômico, originalmente voltado à produção canavieira, denominado ERA – Agricultura Revitalizadora de Ecossistemas, cujos resultados altamente diferenciados o tornaram referência internacional em sustentabilidade. O Grupo se destacou em relação aos resultados financeiros alcançados e pela estratégia de negócios diferenciada que permite que seus produtos de alto valor agregado alcancem os mercados de mais de 60 países. Para saber mais sobre o assunto, entrevistamos Leontino:

A sustentabilidade e a produção de açúcar, em escala, em grandes extensões para muitos produtores poderia parecer contraditório. O que responder aos produtores que se mostram apreensivos para mudar seu manejo para um agricultura mais sustentável e que utiliza menos insumos químicos?

É uma pergunta relevante, cuja resposta envolve vários aspectos:

  • O Sistema ERA, Agricultura Revitalizadora de Ecossistemas, vem sendo conduzido com enorme sucesso em milhares de hectares de cana-de-açúcar há mais de 20 anos. Ele não apenas apresenta ganhos substanciais e comprovados de produtividade, mas também melhor resposta a condições climáticas adversas e propicia relevantes serviços ecossistêmicos;
  • É provavelmente muito mais contraditório continuarmos nos apoiando exclusivamente em um pacote tecnológico que vem historicamente depauperando recursos naturais finitos, demandando mais e mais intervenções artificiais para manter produtivas áreas cada vez mais degradadas. Veja que todo o escopo da “Revolução Verde” praticamente ignora conceitos agronômicos importantes como a manutenção da vida no solo, reduzindo-o a um simples substrato, cuja fertilidade é basicamente medida pela sua capacidade de reter nutrientes.
  • Finalmente, o Sistema ERA foi amplamente desenvolvido e testado na produção de cana-de-açúcar, mas é perfeitamente factível para a grande maioria dos sistemas produtivos. Assim, entendemos que o paradigma da impossibilidade da produção agroecológica em larga escala com ótimos resultados pode ser quebrado.

O Sistema ERA, Agricultura Revitalizadora de Ecossistemas, indica como objetivo resultados altamente diferenciados e ligados à sustentabilidade ambiental. O seminário tratará da conversão das propriedades convencionais para este novo sistema? O tema principal do evento será a produção de açúcar e álcool ou também de outras commodities / produtos?

Sim, o Seminário ERA tratará da conversão das propriedades convencionais para o novo sistema, com certeza, mas não se limitará a isto: Abordará todo o embasamento técnico que nos levou a desenvolver esta nova tecnologia e demonstrará com clareza os resultados obtidos ao longo de toda esta experiência em larga escala.

Nossa experiência principal é, obviamente, com a produção agroecológica de cana-de-açúcar, mas o sistema é perfeitamente adaptável a muitas outras culturas comerciais, assim procuraremos abordar todas essas possibilidades, e não nos furtaremos a desenvolver no futuro as adaptações necessárias para que o novo modelo de produção atinja todo seu potencial.

Como serão apresentados aos participantes durante o evento os temas de: “recuperação e aumento da fertilidade original do solo; lavouras naturalmente livres de pragas e doenças”, entre outros?

As palestras abordarão o embasamento teórico que inspirou cada uma das técnicas desenvolvidas e as evidências fenomenológicas que suportam cada um dos diferenciais produtivos que mencionamos. Como disse Carl Sagan, “Alegações extraordinárias exigem evidências extraordinárias”.

Um dos objetivos do Agro Fortis é apoiar outros produtores com consultoria? Agradeceríamos comentar como se planeja a transferência da tecnologia a terceiros e o controle e acompanhamento dos resultados.

O objetivo maior da Agros Fortis é justamente transferir esta tecnologia aos produtores interessados mediante consultoria, mas, sinceramente, ainda não planejamos como isso se dará. Basicamente, entendemos que a repercussão do Seminário ERA, e o interesse gerado, serão o motor da formatação do modus operandi da Agros Fortis.

LEIA MAIS

Inovador sistema produtivo no Seminário ERA, em Ribeirão Preto (SP)

22.09.2015, SNA/RJ

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram @ciorganicos

🌎 Principal fonte de inteligência sobre a cadeia produtiva de alimentos saudáveis e produtos orgânicos.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.