Produtor de Orgânicos

CNA/Senar lança plataforma para estimular venda de produtos do agro

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 16 de abril de 2020.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA/Senar) lança, nesta quarta-feira, com apoio do Ministério da Agricultura, uma plataforma nacional de comércio eletrônico que irá reunir produtores rurais, aplicativos, redes de supermercados e prestadores de serviço de frete. O objetivo é facilitar a comercialização de produtos do campo.

No portal mercado.cnabrasil.org.br, o produtor poderá cadastrar a sua região e os produtos que têm à disposição, e o interessado em comprar informará sua demanda e abrangência. As entregas poderão ser feitas por empresas de logística com atuação nacional ou regional, que estiverem cadastradas na plataforma.

“O objetivo da ferramenta é diminuir a distância entre quem produz e quem consome, além de facilitar a comercialização, não apenas nesse momento em que os canais de distribuição convencionais estão prejudicados pela pandemia do Coronavírus”, afirmou o coordenador de Inovação do Sistema CNA/Senar, Matheus Ferreira.

“Os compradores poderão se cadastrar na plataforma da CNA e indicar a sua necessidade por produtos, quantidades e regiões de abrangência e, a partir daí, localizar os produtores que estão mais próximos”, disse Ferreira. “Com isso, esperamos viabilizar o comércio eletrônico também nos pequenos e médios municípios do País.”

Guia

O Sistema CNA/Senar também vai disponibilizar ao produtor rural um guia com orientações sobre como comercializar seu produto pela internet. A publicação inclui, além de informações sobre embalagem, volume e peso, dicas de como tornar o produto mais atrativo para o consumidor.

“Essas são algumas das ações que a CNA tem desenvolvido para auxiliar o produtor rural. Já temos a parceria do Ministério da Agricultura, e estamos conversando com outras instituições e empresas interessadas em participar da iniciativa. Em breve teremos atualizações na plataforma com a inclusão de novas funcionalidades.”

Acesse aqui o guia de comércio eletrônico.

Fonte: Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), SNA

 
Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.