Produtor de Orgânicos

APTA: fungo eleva em 60% a produtividade de tomate orgânico

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 29 de agosto de 2016.

manual-tomate-organico-296x300

No último final de semana ocorreu em Ibiúna, interior paulista, o 12º Seminário Regional de Agroecologia. Ao longo deste foram apresentadas diferentes técnicas com eficiência comprovada para o cultivo orgânico. Esse é o caso do trabalho de Sebastião Wilson Tivelli.

Em sua pesquisa Tivelli experimentou a utilização do fungo Trichoderma. Considerado um agente benéfico, a partir do seu uso foi possível aumentar em 60% a produtividade dos tomates orgânicos. “Normalmente, são produzidos de seis a oito quilos de tomate orgânico por metros quadrados. Com o Trichoderma é possível produzir 9,5 quilos, em média”, afirma Tivelli.

O pesquisador atua na atua na Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. A pesquisa está sendo realizada pela Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Ecológica da APTA, localizada em São Roque.

A APTA trabalha no desenvolvimento de pesquisas e transferência de tecnologias para cultivo orgânico desde 1994. Em projeto recente com o CI Orgânicos da Sociedade Nacional de Agricultura do Rio de Janeiro, pesquisadores da Agência têm trabalhado no desenvolvimento de apostilas para técnicos e agricultores sobre cultivo de orgânicos. No final de 2015, foi lançadas duas apostilas de tomate. Estas, de autoria de Tivelli, estão disponíveis em nosso site  e logo no final dessa matéria. Em 2016, é previsto o lançamento de materiais de batata, morango, milho, feijão e goiaba.

O trabalho, publicado em 2008 pela APTA, é utilizado por agricultores de orgânicos em Ibiúna. Agora, os pesquisadores da Agência continuam a pesquisa avaliando outras culturas. “Estamos conseguindo aumentos de produtividade expressivos em alface, coentro e couve chinesa”, diz o pesquisador da APTA. A pesquisa é realizada em conjunto com o Instituto Biológico (IB-APTA).

O aumento da utilização do Trichoderma tem contribuído para a redução do uso de agrotóxicos e dos danos causados pelos produtos químicos à saúde humana e ambiental. “Este fungo contribui para que a produção agrícola seja cada vez mais saudável e sustentável”, afirma Cleusa. O Instituto Biológico tem uma coleção de Trichoderma com 120 cepas do fungo já testadas e efetivas contra fitopatógenos de solo.

O Trichoderma é considerado um agente benéfico porque auxilia a planta a desenvolver hormônios de crescimento, melhorar os mecanismos ativos de absorção e o acesso aos nutrientes presentes no solo, além de aumentar a eficiência da planta para utilizar alguns nutrientes importantes, como o nitrogênio. “Ele também é capaz de melhorar a resistência da planta ao estresse abiótico, ou seja, na escassez de água e temperatura elevada. Pesquisas apontam que plantas tratadas com os agentes benéficos podem ter desempenho favorecido quando cultivadas em condições estressantes”, afirma Cleusa Maria Mantovanelo Lucon, pesquisadora do IB.

Fonte: SEGS, 28.08.2016

Para saber mais:

Manual – Tomate orgânico: técnicas de cultivo

Como produzir tomates orgânicos

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.