Produtor de Orgânicos

Sementes de milho para uso próprio em microbacias hidrográficas

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 25 de março de 2013.

 

foto: Maria Chan

Diferentemente dos grãos, que servem para consumo, a semente é um insumo fundamental para a agricultura, pois permite às cultivares serem propagadas. Além disso, é o insumo com maior valor agregado, pois carrega a constituição genética da cultivar, fruto de anos de pesquisa. A utilização de sementes de boa qualidade proporciona ao agricultor mais possibilidades de sucesso da lavoura e, consequentemente, da produção. Seus principais atributos são: alta germinação, elevada pureza física e ser livre de pragas e doenças. Suas principais vantagens são: formação de lavoura sem falhas e com população de plantas adequada; melhor uniformidade do tipo, o que facilita a colheita; maior resistência a pragas, doenças e ao acamamento, o que também facilita a colheita; e maior adaptação ao solo e clima, resultando em maior produção. O custo da semente de boa qualidade representa, na maioria dos casos, 5% dos custos totais da lavoura.

O manual fornece o passo a passo para a produção de sementes de qualidade. Informa sobre a importância da escolha do local de produção, descreve o modelo de produção de sementes para uso próprio, as unidades coletivas de multiplicação de sementes, o estabelecimento do campo de produção e fornece estimativa de custo variável.

CI Orgânicos – Paula Guatimosim
Acessado em: 25/02/2013

Producao-Sementes-Milho-Pesagro-Manual-15

Conteúdo completo disponível em:
http://www.pesagro.rj.gov.br/downloads/riorural/15%20Producao%20de%20Sementes%20de%20Milho.pdf

FERREIRA, J.M.; OLIVEIRA, L.A.A.; VALENTINI, L. Manual Técnico 15 – Produção de sementes de milho variedade para uso próprio em propriedades de microbacias hidrográficas. PESAGRO. Niterói, 2008.

 

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.