Produtor de Orgânicos

Produção orgânica de mudas de alface em Minas Gerais

RuimRegularBomÓtimoExcelente(Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 6 de outubro de 2014.

alface organico

O presente trabalho foi conduzido nas dependências do Setor de Olericultura e Experimentação da Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS) localizada no município de Alfenas, sul de Minas Gerais com o objetivo de avaliar a produção de mudas de alface em função de substratos alternativos. Utilizou-se uma estrutura de proteção de 85 m2 (17 m x 5 m), modelo capela, com cobertura de plástico transparente de 100 micra de espessura, aditivada contra raios ultravioletas. Os materiais usados para compor os tratamentos constaram de três substratos alternativos: cama sobreposta de dejeto suíno em maravalha (CSDSM), cama sobreposta de dejeto suíno com palha de café (CSDSPC), húmus de minhoca e 2 substratos comerciais: Nutriorg e Plantmax ®. O uso puro destes substratos mais as misturas em parte iguais dos mesmos possibilitaram a formação de 18 diferentes substratos constituindo 18 tratamentos. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso com três repetições. Para produção de mudas de alface foram utilizadas sementes da cultivar de alface Regina. Utilizou-se bandejas de isopor com
128 células (preenchidas com substratos), onde, cada parcela experimental foi composta de 64 células. Aos 30 dias do semeio, amostrou-se 10 plântulas ao acaso, de cada repetição onde as seguintes características agronômicas foram avaliadas: número de folhas/planta, altura da planta, massa fresca da parte aérea e massa seca da parte aérea. Concluiu-se que os substratos com base em cama sobreposta de dejeto de suíno em maravalha atende as exigências técnicas quantitativas, bem como as normas, para a produção de mudas de alface para uso em sistema orgânico de produção.

Fonte: Associação Brasileira de Horticultura

Veja todo o conteúdo on-line:

Notícias relacionadas:

Produção orgânica de mudas de alface

Controle alternativo de doenças em alface, alho, cebola e brássicas

CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK E TWITTER

Publicado em 06/10/2014

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.