Produtor de Orgânicos

Agroecologia em rede: produção orgânica na Amazônia mato-grossense

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 19 de janeiro de 2021.
Repoama
foto: divulgação Instituto Centro de Vida

O projeto “Agroecologia em Rede: Conectando elos para a transição orgânica da produção familiar amazônica” , iniciativa do Instituto Centro de Vida (ICV) é financiado pelo Programa Global REDD Early Movers (REM) e apoiarà pelo período de dois anos a Rede de Produção Orgânica da Amazônia Mato-grossense (Repoama).

A rede, formalizada em 2019,  é composta por famílias de 13 organizações comunitárias de Cotriguaçu, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde, Paranaíta e Alta Floresta na região norte e noroeste de Mato Grosso.

O projeto irá viabilizar recursos para investimento na conversão para sistemas orgânicos de produção, melhorias nos sistemas orgânicos existentes e para fomentar a comercialização em rede nos principais mercados regionais.

As atividades incluem suporte na elaboração de planos de manejo orgânico, assessoria técnica nas propriedades, assessoria administrativa, capacitações, divulgação e articulação com parceiros para viabilidade econômica das atividades.

O financiamento é baseado na economia solidária, conceito que abrange valores humanos e ambientais ancorados no fortalecimento comunitário. Atualmente a REPOAMA aguarda auditoria do Ministério da Agricultura, Pecuária, Abastecimento (MAPA) para obter o credenciamento da SPG como Organismo Participativo de Avaliação da Conformidade Orgânica (OPAC).

Este projeto será executado em parceria com o Governo do Estado de Mato Grosso, Banco de Desenvolvimento (KfW) da Alemanha e a Secretaria de Negócios, Energia e Estratégia Industrial (BEIS) do Reino Unido da Grã-Bretanha e da Irlanda do Norte, com verba gerenciado pelo Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio).

Leia a matéria completa, fontes:  Instituto Centro de Vida  Diario de Cuiabá

 

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.