Produtor de Orgânicos

AgroBrasília 2014: Embrapa apresenta serviços ecológicos

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 12 de maio de 2014.
9276132539_4e1f756aee
foto: Cultivo Orgânico, RJ, foto: CI Orgânicos

 

Começa 13/05 de 2014, em Brasília, DF, a AgroBrasília 2014 – Feira Internacional dos Cerrados, um dos eventos agrícolas mais importantes da região centro-oeste, com uma média de público anual superior a 80 mil pessoas. A Feira acontece até o dia 17 de maio, de 9 às 17 horas, no PAD-DF (BR 251 km 05 Brasília – DF sentido Brasília – Unaí-MG). A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, uma das 47 unidades da Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, participa com a apresentação de tecnologias e processos ecológicos que regulam o funcionamento dos agroecossistemas, a partir da seleção de plantas e técnicas de manejo para estruturar o sistema produtivo em propriedades rurais. Essas tecnologias têm como objetivo auxiliar agricultores na adequação de seus sistemas produtivos tradicionais às bases ecológicas exigidas pelo mercado atual.

Essas técnicas vêm sendo desenvolvidas em conjunto com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal – Emater-DF de forma a promover a transição agroecológica em propriedades rurais, a partir do seu redesenho. Esse processo é calcado no entendimento das interações ecológicas entre os diferentes componentes do agroecossistema para que possam ser manejadas e aplicadas em prol do produtor rural.

A transição agroecológica é uma concepção de desenvolvimento feita de forma participativa com os agricultores com o objetivo de adequar os sistemas de produção tradicionais às bases ecológicas exigidas pelo mercado atual. Para isso, são utilizados modelos tecnológicos de manejo menos agressivos ao meio ambiente, como por exemplo: sistema de policulturas; rotação planejada de culturas incluindo espécies nativas e exóticas em agroflorestas, além de cercas vivas, entre outras.

O termo agroecologia surgiu na década de 1970 como um campo de produção científica preocupado com a aplicação direta de seus princípios na agricultura, organização social e estabelecimento de novas formas de relação entre a sociedade e a natureza. Atualmente pode ser entendido como a sistematização de esforços para produzir um modelo de agricultura tecnológico abrangente, socialmente justo, economicamente viável e ecologicamente sustentável.

Segundo o pesquisador da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Edison Sujii: “a agroecologia é uma nova matriz tecnológica com ampla aplicação de conceitos e princípios ecológicos no desenho e manejo dos agroecossistemas e maior autonomia dos agricultores”. A partir dessa matriz, a utilização dos recursos naturais deve ser conjugada com a responsabilidade de preservá-los. O enfoque agroecológico deve ser priorizado no trabalho dos agricultores e instituições para garantir a segurança alimentar das gerações atuais e futuras.

O desenvolvimento rural sustentável é uma forma de reverter a degradação ambiental, melhorar a qualidade dos alimentos e diminuir a dependência dos agricultores dos insumos químicos industriais. Além disso, pode contribuir para que pequenos agricultores consigam entrar no mercado de produtos orgânicos, que vem crescendo muito no Brasil, acompanhando as tendências atuais de consumo por produtos mais saudáveis e nutritivos.

Serviços ecológicos: produtor feliz e meio ambiente preservado

Os processos ecológicos – que incluem consórcios, policultivos, barreiras vegetadas e sistemas agroflorestais – são planejados de acordo com o interesse do agricultor, utilizando plantas adaptadas às diferentes regiões.

Quem visitar o estande da Embrapa durante a AgroBrasília 2014 terá a oportunidade de conhecer técnicas como a introdução de agroflorestas e policultivos para aumento da agrobiodiversidade e favorecimento de serviços ecológicos como o controle biológico, ciclagem de nutrientes e a polinização em sistemas integrados de produção de hortaliças e agroflorestas.

Estão sendo apresentadas também técnicas ecológicas de manejo de pragas como o uso de bioinseticidas, feromônios e o manejo cultural, que são alternativas eficazes para reduzir o uso de agrotóxicos. Além de práticas agronômicas em prol do equilíbrio dos sistemas agrícolas, como correção do solo e fertilização orgânica, entre outras.

 De acordo com Sujii, todas essas tecnologias, que também podem ser chamadas de serviços do ecossistema, são realizadas de forma a aumentar a agrobiodiversidade nas propriedades rurais. “A sua adoção reflete diretamente no aumento da sustentabilidade do sistema de produção e na maior autonomia dos agricultores”, ressalta.

A AgroBrasília 2014 acontece de 13 a 17 de maio, de 9 às 17 horas, no PAD-DF (BR 251 km 05 Brasília – DF sentido Brasília – Unaí-MG).  As tecnologias de agroecologia apresentadas pela Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia podem ser conferidas no estande da Embrapa durante a Feira.

Fonte: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga no Instagram @ciorganicos

🌎 Principal fonte de inteligência sobre a cadeia produtiva de alimentos saudáveis e produtos orgânicos.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.