Consumidor de Orgânicos

Agricultores de AL têm certificação de alimentos orgânicos

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 20 de setembro de 2015.

 

Cerca de 50 agricultores da região do Vale do Mundaú, em Alagoas, possuem a certificação de alimentos orgânicos e até o final do ano a quantidade de agricultores com essa certificação deve dobrar.

Para que o credenciamento possa ser realizado, técnicos do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) visitaram as propriedades dos agricultores em Ibateguara e União dos Palmares, para acompanhar o cumprindo da legislação que da direito a certificação.

José Zito da Silva, um dos agricultores que já obteve a certificação de alimentos orgânicos, têm em sua propriedade, na cidade de Ibateguara, pés de banana e jaca produzidos com compostos orgânicos. De acordo com o agricultor, os produtos industrializados que auxiliavam nas plantações traziam diversos problemas para a produção.

“Usava agrotóxicos, aí a terra ‘afracou’ muito, mas depois que eu voltei para o orgânico, tudo melhorou. Mudou tudo, a produção a qualidade, porque o veneno não tinha qualidade, agora tudo tem qualidade. Não estamos usando o veneno mais, tiramos tudo”, destaca Silva.

Diversas áreas da região foram fiscalizadas, Luis Ko, engenheiro agrônomo e fiscal do Mapa, esclareceu a finalidade da fiscalização. “Essa fiscalização prévia avalia a situação dos produtores da região que estão pedindo para serem agricultores orgânicos. Os produtos que eles forem vender, eles querem vender como produtores orgânicos. Portando vão obter preços diferenciados e, ao mesmo tempo, o consumidor poderá comprar produtos de melhor qualidade sem agrotóxicos” disse Ko.

Os técnicos ainda esclareceram que a ação realizada se trata de uma fiscalização prévia para que eles possam obter obter o cadastro de agricultores com produtos orgânicos.

Critérios

Nesta fiscalização alguns pontos importantes são levados em consideração. Os técnicos avaliam a forma como é feita a adubação das terras, se estão usando adubos proibidos pela legislação para produtos orgânicos, como é feito o controle de pragas, como é feito o controle de doenças das plantas, doenças de fungos, tratamento de outras complicações que possam surgir, além de verificar a fonte e a origem da água.

Para auxiliar os agricultores na conscientização e na forma como se deve manusear os produtos orgânicos, uma parceria entre o Sebrae e órgãos do Governo, promovem quinzenalmente ações nas regiões. Valdelane Tenório, gestora do APL Floricultura do Vale do Mundaú, acredita que ate o final do ano, mais de 100 agricultores receberão o certificado.

20.09.2015

fonte: Cenário MT

Tags: .

Compartilhe:

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.