Produtor de Orgânicos

Cultivando água boa

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 23 de novembro de 2013.
Engenheiro agrônomo da Itaipu Binacional, João José Passini, sobre projeto “Cultivando Água Boa”: “Focamos na responsabilidade social e ambiental, baseado na nova ética do comportamento empresarial”. Foto: Debora 70

O projeto “Cultivando Água Boa” da Itaipu Binacional foi homenageado com o prêmio “Destaques A Lavoura 2012/2013”. Durante palestra que antecedeu a premiação, o engenheiro agrônomo da Superintendência de Gestão Ambiental da empresa, João José Passini, apresentou o trabalho premiado, cujos princípios são baseados na “Carta da Terra”: “respeitar e cuidar da comunidade com integridade ecológica, em busca da justiça social e econômica, baseado na democracia e dizendo não à violência em qualquer nível da sociedade”. Passini participou do painel “Promoção do empreendedorismo – Riscos e Incertezas – A pequena produção”, durante o 14 Congresso de Agribusiness, realizado pela SNA, nos dias 7 e 8 de novembro, no Rio de Janeiro.

Atualmente, o “Cultivando Água Boa”, segundo Passini, tem 20 programas, 65 ações e 2.146 parceiros. O trabalho surgiu diante da crise planetária que, de acordo com o engenheiro, envolve a escassez de água, as mudanças climáticas, o aquecimento global e as novas epidemias. “O planeta está enfermo e esta é a discussão para o futuro.”

O projeto da Itaipu, apresentou Passini, tem como missão o aproveitamento hidráulico dos recursos hídricos do Rio Paraná, pertencentes a dois países (Brasil e Paraguai); gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental; impulsionar o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico sustentável no Brasil e no Paraguai. “Focamos na responsabilidade social e ambiental, baseado na nova ética do comportamento empresarial”, informou o engenheiro.

Por equipe SNA/RJ

 

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.