Produtor de Orgânicos

Agricultura sintrópica segundo Ernst Götsch

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 11 de março de 2022.

O livro destaca as técnicas desenvolvidas por Ernst Götsch, com fotos, gráficos, desenhos, textos, referências bibliográficas e citações. O autor é conhecido como uma das mais importantes referências em sistemas agroflorestais das Américas. O conhecimento gerado por suas pesquisas deu origem a uma nova forma de agricultura, a qual denominou agricultura sintrópica. Além de projetos na América Latina, Götsch também coordena iniciativas em Portugal, Itália, Espanha, Alemanha e Suíça — seu trabalho vem influenciando milhares de pessoas ao redor do mundo.

Além de projetos na América Latina, Götsch também coordena iniciativas em Portugal, Itália, Espanha, Alemanha e Suíça. Seu trabalho vem influenciando milhares de pessoas ao redor do mundo. Em um levantamento realizado em 2016, a jornalista Dayana Andrade apontou que os inúmeros trabalhos realizados por ele desde o início da década de 1980 já influenciaram mais de 10 mil agricultores.

A grande contribuição que Ernst nos dá é ter desvendado e realizado uma sistematização dos princípios por meio dos quais a natureza trabalha. Ernst nos proporciona uma alfabetização ecológica, termo de Fritjof Capra, que significa a compreensão dos princípios de organização que os ecossistemas desenvolveram para sustentar a vida — o caminho para a sustentabilidade. De modo simplificado, a sintropia refere-se à organização das partículas de um dado sistema. Enquanto a entropiaG é a medida da desordem e da imprevisibilidade, a sintropia é a função que representa o grau de ordem e previsibilidade existente nesse sistema. Assim, o princípio da sintropia é o que explica a preservação de sua existência, apesar de a entropia também estar sempre presente nele. A tabela na pág. 18 nos dá uma ideia precisa sobre a capacidade que a vida tem de manter a estabilidade deste macrorganismo conhecido como Terra, realizando suas funções adequadamente para seu próprio equilíbrio, fenômeno conhecido na fisiologia animal como homeostase. Graças ao surgimento da vida, há cerca de 3,5 bilhões de anos, e por meio da sintropia, a energia do Sol foi se complexificando, transformando-se e armazenando-se nas mais diferentes formas de vida, formando uma complexa rede viva. Há milhares de anos, no entanto, os seres humanos vêm causando distúrbios ecológicos em muitos lugares do planeta. Onde essa perturbação permaneceu dentro de limites aceitáveis, a rede voltou a estabelecer suas conexões, a vida refloresceu, como a regeneração de um pequeno corte em nossa pele. Porém, nos locais em que nossas intervenções foram maiores do que a capacidade de autorregeneração do planeta, a natureza por si só não conseguiu voltar à estabilidade anterior: ao longo da história humana, civilizações inteiras desapareceram e enormes desertos surgiram.

Clique na imagem abaixo e conheça mais sobre Agricultura Sintrópica segundo Ernst Götsch:

Fonte: JOSÉ FERNANDO DOS SANTOS REBELLO/DANIELA GHIRINGHELLO SAKAMOTO

Comentários

Deixe um comentário

Siga no Instagram @ciorganicos

🌎 Principal fonte de inteligência sobre a cadeia produtiva de alimentos saudáveis e produtos orgânicos.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.