Produtor

Moirão vivo de gliricídia na confecção de cercas

RuimRegularBomÓtimoExcelente (Dê sua opinião sobre essa matéria)
Rio, 26 de março de 2013.

 

foto: Rio Rural

O uso de árvores como postes vivos para cercas é uma técnica de grande potencial no setor rural e utilizada por agricultores como moirão vivo desde a década de 30. A busca por espécies florestais de múltiplo uso tem estimulado a reavaliação dos métodos tradicionais de produção, procurando alternativas mais simples e práticas, que também reduzam os custos de produção elevados.  A gliricídia, no Brasil, é a espécie mais indicada para confecção de cercas com moirões vivos, gerando uma série de produtos econômicos, além de benefícios sociais e ecológicos. Rebrota com vigor, tem rápido crescimento e apresenta sistema radicular profundo, capaz de reciclar nutrientes nas camadas mais profundas do solo, o que lhe confere notável tolerância à seca. Além disso, a gliricídia é indicada como forrageira para a alimentação animal, produção de energia, como planta medicinal, como tutor e escoras de construções, postes, dormentes e barcos artesanais, entre outros fins. Como forrageira, não apresenta fatores antinutricionais, como verificado em algumas espécies arbóreas. Ainda proporciona redução de duas a seis vezes no custo de formação da cerca, quando comparada às estacas de braúna, eucalipto ou madeira branca. Os resultados dos ensaios mostram que devido à alta porcentagem de sobrevivência de brotos, o uso da gliricídia como moirão vivo em cerca elétrica, na presença de animais, é recomendado por sua viabilidade prática e ecológica, através de estacas com 1,5 a 2,0m de altura e diâmetro superior a 3,2cm, com isoladores de tubo eletroduto de ½ polegada de diâmetro, por serem 10 vezes mais econômicos do que o isolador comercial.

CI Orgânicos – Paula Guatimosim
Acessado em: 25/02/2013

Moirão-Gliricidia-Pesagr0-manual16_completo

Conteúdo completo disponível em:
http://www.pesagro.rj.gov.br/downloads/riorural/16%20Moirao%20vivo.pdf

DIAS, P.F.;LIZIEIRI, R.S.; SOUTO, S.M. Manual Técnico 16 – Moirão vivo de gliricídia na confecção de cerca elétrica. PESAGRO. Niterói, 2008.

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.