Produtor de Orgânicos

México e Argentina ganham destaque no setor orgânico

RuimRegularBomÓtimoExcelente
Rio, 19 de Abril de 2018.
Foto: Sylvia Wachsner (CI Orgânicos/OrganicsNet)

Aos poucos, a indústria de produção e comercialização de alimentos orgânicos começa a implementar as suas regras. Alguns países contam com um selo que acompanha os produtos e certifica que estão livres de qualquer químico.

Nos países desenvolvidos, o controle para esses produtos se dá através de parceria público-privada. Existem empresas ou ONGs, controladas por institutos públicos, que fornecem tal certificação.

Mas, apesar do crescimento, faltam políticas para que os alimentos orgânicos sejam mais competitivos, sendo acessíveis a toda população e não somente às classes com maior poder aquisitivo.

Segundo o site Sputnik News, a Argentina é o país latino-americano com a maior superfície semeada de orgânicos, enquanto o México é o país com mais produtores do continente. Já em relação ao Brasil, pode-se afirmar que seu mercado interno foi fortemente ampliado nos últimos anos.

Apesar do aumento da demanda interna por orgânicos (na Argentina, por exemplo, cresceu entre 300% e 400%), a maior parte dos produtos produzidos na América Latina são exportados para os Estados Unidos e Europa.

Fonte: Agrolink

Deixe o seu Comentário:

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.