Pão de Açúcar

Grandes marcas apostam no segmento de  alimentos orgânicos

Grandes marcas apostam no segmento de alimentos orgânicos

Mãe Terra, criada em São Paulo, em 1979, em um negócio avaliado pelo mercado entre R$ 120 milhões e R$ 150 milhões. Quando foi comprada, o ritmo de expansão da Mãe Terra era de 30% ao ano. Em seu portfólio há uma linha de produtos com a chancela da chef natureba Bela Gil. Na época da compra, a Mãe Terra era a nona maior empresa do Brasil no segmento de alimentos e bebidas saudáveis, com 0,5% do mercado, dominado por gigantes como Nestlé, Danone, Coca-Cola e a própria Unilever.

Venda de orgânicos aumenta em supermercados

Venda de orgânicos aumenta em supermercados

O grupo varejista francês Casino, dono das bandeiras Pão de Açúcar e Extra, vendeu 26% mais produtos orgânicos e ecologicamente corretos em suas 12.271 lojas em todo o mundo, em 2017. De acordo com pesquisa feita pelo Conselho Brasileiro de Produção Orgânica e Sustentável (Organis), os supermercados são o principal canal de vendas desses produtos no Brasil.

Produtos orgânicos ganham a mesa do brasileiro

Produtos orgânicos ganham a mesa do brasileiro

Se as previsões se confirmarem, o mercado brasileiro de produtos orgânicos deve movimentar R$ 2,5 bilhões em 2014. É um crescimento de 25% em relação a 2013 e que deve se manter nos próximos anos, atingindo a cifra de R$ 10 bilhões até 2020.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.