Agricultores familiares

MST aponta perda de 10 mil toneladas de arroz devido às chuvas no RS

MST aponta perda de 10 mil toneladas de arroz devido às chuvas no RS

Cerca de 10 mil toneladas de arroz, que incluíam tanto a variedade orgânica quanto aquela em transição para o cultivo agroecológico, foram afetadas. Essa quantidade representa quase metade do que estava previsto para a safra 2023/24. As perdas causadas pelo alagamento das hortas nos assentamentos totalizam um prejuízo de R$ 35 milhões. As primeiras avaliações feitas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) sobre os danos causados pelas chuvas nos assentamentos do Rio Grande do Sul indicam que a produção de arroz foi completamente comprometida, com estimativas apontando para uma perda total.

Produção orgânica de morangos: qualidade do campo à mesa

Produção orgânica de morangos: qualidade do campo à mesa

Os sistemas de produção de base ecológica têm crescido em todo o mundo, bem como a procura por alimentos isentos de resíduos de agrotóxicos e produzidos respeitando à natureza e ao homem que nela vive.
Como a oferta de morangos orgânicos ainda é muito baixa nos mercados consumidores, existe um grande espaço para a produção e comercialização destes alimentos, garantindo trabalho e renda aos agricultores familiares.

Controle biológico do mandarová da mandioca Erinnyis ello

Controle biológico do mandarová da mandioca Erinnyis ello

Esta cartilha-guia é entrega de resultado vinculado ao projeto QUINTAL_SAN – Plano de Ação Fitossanidade 06.11.01.007.00.05 – que tem por objetivo servir como guia prático para agricultores familiares visando ao controle biológico aplicado para a lagarta mandarová Erinnyis ello, inseto praga da cultura da mandioca.

Produção de algodão orgânico sustenta assentados e quilombolas na Paraíba

Produção de algodão orgânico sustenta assentados e quilombolas na Paraíba

Faz mais de 60 anos que seu Betinho planta algodão no interior da Paraíba. Luiz Rodrigues da Silva no papel, mas Betinho desde que “se entende por gente”, ele se lembra de ir com o pai e os tios para o “campo” para cultivar o sustento de toda a comunidade. Na safra de 2023, a área plantada no Brasil foi de 2 mil ha. Para este ano, a expectativa é de aumento de 50%, ocupando 3 mil ha, segundo Felipe Guimarães, analista da área de transferência de tecnologia da Embrapa Algodão.

Abastecer escolas com agricultura local e familiar é alternativa para transição agroecológica

Abastecer escolas com agricultura local e familiar é alternativa para transição agroecológica

Para pesquisadores, inciativa é um passo importante para a transição do modelo agroindustrial vigente para os Sistemas Agroalimentares Alternativos. Em resposta à crise do atual modelo agroindustrial dominante, que produz em larga escala para consumo em massa, o abastecimento de alimentação escolar com produtos frescos e orgânicos oriundos da agricultura local e familiar é uma promessa para uma transição ecológica para novos modelos de produção, os chamados Sistemas Agroalimentares Alternativos (SAA) que causam menor impacto ambiental.

Produtor de gengibre orgânico aprende cultivo sustentável com abelhas

Produtor de gengibre orgânico aprende cultivo sustentável com abelhas

Capixaba detém título de maior produtividade do país e de maior rizoma colhido, com 10,4 kg. Há mais de 11 anos estou fazendo seleção genética de mudas de gengibre visando crescimento precoce, mais resistência à seca e aos nematóides e maior controle de ervas daninhas”, conta o produtor que, junto com o Instituto de Pesquisa, Assistência Técnica e Assistência Rural (Incaper) e o IFES (Instituto Federal do Espírito Santo) está desenvolvendo sete variedades de gengibre para registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O Brasil não tem ainda nenhuma cultivar registrada.

Manual do Café Orgânico: Biofertilizantes e caldas fitoprotetoras

Manual do Café Orgânico: Biofertilizantes e caldas fitoprotetoras

Esta publicação apresenta informações práticas sobre o preparo e aplicação de alguns dos principais biofertilizantes e caldas fitoprotetoras permitidos pelos regulamentos de produção orgânica. O uso de biofertilizantes e caldas fitoprotetoras é bastante recomendado na cafeicultura orgânica, principalmente no caso de pequenos produtores que preparam a maior parte dos insumos para suas lavouras na própria unidade de produção.

Siga no Instagram @ciorganicos

🌎 Principal fonte de inteligência sobre a cadeia produtiva de alimentos saudáveis e produtos orgânicos.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.