Mercado orgânico

Vendas do setor orgânico no Brasil aumentam de 30% a 50%, indica pesquisa da SNA

Vendas do setor orgânico no Brasil aumentam de 30% a 50%, indica pesquisa da SNA

O setor de alimentos orgânicos no Brasil obteve um incremento de vendas na faixa de 30% a 50% em 2020, com variações dependendo do tipo de alimento comercializado. Esse foi o resultado de uma pesquisa realizada pela Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), por meio do Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos), reunindo diversos produtores.

O setor público como alternativa de mercado para o agricultor familiar

O setor público como alternativa de mercado para o agricultor familiar

Ampliar a participação de cooperativas na oferta de alimentos para instituições do governo é uma realidade plausível e uma excelente oportunidade de escoar a produção. “Com o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), as prefeituras pagam até 30% a mais pela compra de orgânicos, tornando este um nicho bem interessante para os produtores. Adicionalmente, os gestores públicos oferecem a alimentação saudável que almejam”, comenta Sylvia Wachsner, coordenadora do Centro de Inteligência de Orgânicos, da SNA.

SNA se posiciona sobre PL que restringe venda de orgânicos

SNA se posiciona sobre PL que restringe venda de orgânicos

“Os alimentos ficariam mais caros ao implantar sistemas de rastreabilidade complexos e onerosos. Muitos produtores diminuiriam a oferta de seus alimentos orgânicos ou optariam por sistemas convencionais de produção”, diz a coordenadora do CI Orgânicos, Sylvia Wachsner

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.