Socioambiental

Extrativismo movimenta R$ 4.3 bilhões no Brasil

Extrativismo movimenta R$ 4.3 bilhões no Brasil

Em 2019, a atividade rendeu R$ 1.6 bilhões para os produtores, levando em conta apenas produtos como babaçu, castanha do Brasil, mangaba, umbu, pinhão, açaí, cacau e piaçava. Quando somados os produtos madeireiros, o volume sobre para R$ 4.3 bilhões.

O príncipe, os brasileiros e a expansão das agroflorestas

O príncipe, os brasileiros e a expansão das agroflorestas

Paula Costa e Valter Ziantoni, formados em engenharia florestal e fundadores da consultoria Pretaterra há quatro anos, foram os encarregados pelo Príncipe Charles a criar e fomentar, por meio do Instituto Europeu de Florestas (EFI), projetos capazes de quebrar dois paradigmas sobre agro florestas: tornar os sistemas de produção agroflorestais viáveis em larga escala e com retorno financeiro.  

Agroflorestas oferecem oportunidades de mercado para produtores

Agroflorestas oferecem oportunidades de mercado para produtores

O engenheiro Ziantoni indica que, além do benefício econômico, há inúmeras vantagens ambientais, como a recuperação da fertilidade dos solos, com redução de erosão, aumento da infiltração de água, e consequentemente, a conservação de rios e nascentes. “Podemos destacar ainda o aumento da diversidade de espécies, o que privilegia o controle natural de pragas e doenças, não apenas na propriedade, mas em relação à paisagem como um todo”, acrescenta.

Sustentabilidade poderá trazer bilhões para o agro, afirma especialista

Sustentabilidade poderá trazer bilhões para o agro, afirma especialista

No quesito planeta, Fava destaca a importância de produzir com eficiência e responsabilidade; seguir as regras ambientais, proteger a biodiversidade e as florestas; diminuir o desmatamento, aumentar a recuperação de áreas degradadas, promover o uso de fontes sustentáveis de energia, reduzir os resíduos, reciclar e estimular a economia circular, medir a pegada de uso da água, das emissões de carbono e de energia e criar mecanismos de financiamento e recompensas ambientais.

O que é extrativismo sustentável orgânico?

O que é extrativismo sustentável orgânico?

O que define a atividade é a conservação dos recursos naturais, manutenção do ecossistema, assim como a diversidade biológica que se desenvolve no ambiente local e a região em que está inserido, respeitando a singularidade cultural. O extrativismo sustentável também pode ser orgânico, sendo esta uma estratégia fundamental para promover a conservação da biodiversidade, além de ampliar o valor de mercado.

Microorganismo é capaz de exterminar gafanhotos que atacam lavouras

Microorganismo é capaz de exterminar gafanhotos que atacam lavouras

Um desses microorganismos é o Metarhizium acridum, capaz de matar  inúmeras espécies de gafanhotos – insetos  considerados os principais devastadores de vegetações em algumas regiões do planeta.
Considerados fundamentais à pesquisa agropecuária, especialmente quando os cientistas buscam uma agricultura sustentável, vírus, bactérias e fungos letais (mas inofensivos ao homem e ao ambiente) integram a coleção microbiana da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF).

Floresta de pé gera lucro

Floresta de pé gera lucro

O extrativismo é uma alternativa para o uso sustentável das florestas e uma importante atividade geradora de renda, principalmente para as parcelas mais pobres da Amazônia. Concilia a preservação da floresta e a subsistência econômica de milhares de produtores, porém requer boas práticas para garantir a qualidade do produto.

A nova economia da Amazônia

A nova economia da Amazônia

Embora a hostilidade ainda persista em muitos rincões, um novo universo de negócios com responsabilidade social e ambiental, ao lado do manejo florestal sustentável e do extrativismo, está criando uma agenda positiva para o bioma, associando conservação, uso racional dos recursos naturais e geração de emprego e renda.

Siga no Instagram @ciorganicos

🌎 Principal fonte de inteligência sobre a cadeia produtiva de alimentos saudáveis e produtos orgânicos.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.