AGRO NACIONAL

Agro Nacional fala sobre as plantas alimentícias não convencionais

Agro Nacional fala sobre as plantas alimentícias não convencionais

As plantas alimentícias não convencionais (Pancs) são destaque no Agro Nacional desta semana. Apesar de incomuns na nossa mesa, elas podem ser consumidas e trazem benefícios à saúde. O programa  foi em São Paulo foi conhecer um pouco mais sobre o uso dessa alternativa para a nossa alimentação, e vai mostrar também um coletivo de arte que, inspirado nas Pancs, usa a música para a educação ambiental.

Comércio internacional de produtos agro-alimentares orgânicos

Comércio internacional de produtos agro-alimentares orgânicos

As Importações de frutas tropicais orgânicas aumentaram na UE, enquanto as Importações de cereais orgânicos diminuíram em 2019. Acompanhe as principais conclusões do relatório sobre as importações da UE de produtos agro-alimentares orgânicos: principais desenvolvimentos em 2019 , publicado hoje pela Comissão Europeia. Em 2019, a UE importou 3,24 milhões de toneladas de produtos.

No Ano Internacional dos Solos, manejo agroecológico é o destaque

No Ano Internacional dos Solos, manejo agroecológico é o destaque

O Ano Internacional dos Solos é uma iniciativa da ONU (Organização das Nações Unidas) para mobilizar a sociedade sobre a importância dos solos e sobre os perigos que envolvem sua degradação, principalmente frente ao dilema de produzir alimento em um mundo onde grande parte dos solos já está degradada, inclusive, pelo uso agrícola inapropriado.

Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica

Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica

O Brasil Agroecológico tem como principal missão articular políticas e ações de incentivo ao cultivo de alimentos orgânicos e com base agroecológica e representa um marco na agricultura brasileira. O investimento inicial será R$ 8,8 bilhões, divididos em três anos.

Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica

Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica

O PLANAPO é o reconhecimento do Governo Federal da importância de estabelecer políticas públicas que favoreçam o “fortalecimento e a expansão da área plantada e da pecuária com sistemas produtivos orgânicos e de base agroecológica, o aumento do número de produtores e o acesso aos mercados” ao mesmo tempo de gerar renda para os produtores.

Práticas alternativas para a produção agropecuária agroecológica

Práticas alternativas para a produção agropecuária agroecológica

Neste documento da Emater MG, você verá os principais objetivos com o uso de defensivos alternativos: obter produtos agrícolas mais saudáveis, evitar a contaminação do produto e do consumidor, manter o equilíbrio da natureza, preservando a fauna e os mananciais de águas, reduzir o número de defensivos agressivos, aumentar a resistência da planta contra a ocorrência de pragas, patógenos e sinistros naturais, diminuindo os gastos com a condução das culturas, reduzir o custo de produção e aumentar a lucratividade, atender a crescente procura de produtos sadios, á nível local, nacional e internacional.

População poderá contribuir com a Política Estadual de Agroecologia

População poderá contribuir com a Política Estadual de Agroecologia

Pelo período de 30 dias, estará disponível no site da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca o link para a consulta do projeto que implantará a Política Estadual de Agroecologia, Produção Orgânica e da Sociobiodiversidade (Peapos). Os interessados podem opinar e contribuir para as ações destinadas, prioritariamente, aos agricultores familiares rurais e urbanos e aos povos e comunidades tradicionais.

Boletim de notícias

Cadastre-se e receba novidades.