pesquisar

palavra-chave:

arquivo
    novembro 2017
    S T Q Q S S D
    « out    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    27282930  

Plantação > Melhores práticas

Voltar

Quebra-ventos na agricultura orgânica

Quebra-ventos_web
Parceiro do Organicsnet,da SNA, a empresa Ganesha, publicou em seu site um texto sobre a importância dos quebra-ventos e seus benefícios para a produção agrícola.

Leia abaixo:
“Esta semana, fizemos o plantio de mais um quebra-vento, este também plantado com mudas de capim elefante. Esta magnífica gramínea, por muitos considerada apena como forrageira de corte, mas que também se adapta muito bem ao pastejo, tanto de vacas leiteiras, como de garrotes, pode ser tranquilamente incluída entre as espécies de maior crescimento e produção de celulose do planeta.
Apesar de ser atividade considerada como desnecessária ou relegada a segundo plano pela maioria dos produtores rurais brasileiros, a construção de quebra-ventos tem grande importância na exploração agrícola, isto porque, para não perder água pela evaporação causada pelos ventos, a planta fecha seus estômatos e simplesmente interrompe o processo de captação de CO2 (o famoso sequestro de carbono) e consequentemente a própria fotossíntese, e para de “crescer”.

Mesmo que o solo esteja protegido com cobertura morta e esta impeça maiores perdas de água pelo solo, uma lavoura exposta a uma brisa constante pode se apresentar saudável, mas estejamos certos de que seu desenvolvimento estará prejudicado.
O nome deste pedaço maravilhoso de Serra do Mar que nos envolve não se chama Serra da Ressaca a troco de nada… o vento norte que aqui sopra, principalmente na primavera, sacode a mata a ponto desta soar como um mar revolto. E caso não fossem os quebra-ventos que plantamos (tanto de capim elefante como de sansão do campo) e que cercam toda a área da horta, certamente não alcançaríamos as produções que costumamos obter.
Fico muito feliz de ter me tornado um produtor rural ecológico, principalmente pelo fato de ter passado a observar mais a natureza e com isso procurar agir com um pouco mais de sensibilidade com relação aos sistemas naturais que nos envolvem e influenciam de forma definitiva a atividade agrícola”.

Fonte: Ganesha

Deixe o seu Comentário:

Boletim CI Orgânicos

 

Cadastre seu nome e email, para receber nosso boletim mensal por email.

 

Assine o boletim CI Orgânicos

 

outras seções